sexta-feira, 24 de abril de 2009

| você |




até posso imaginar teu riso de barba mal feita e aquele revitar de olhos que teimavas em tentar disfarçar. em vão. sinto saudades de ti. por ora, é uma saudade gostosa, daquelas que dava sempre quando tu ias embora... Por ora, é uma saudade doentia, que quer arrancar o coração do meu peito e faz-me derramar risos de lágrimas silenciosas...






1 comentários:

Hosana Lemos disse...

palavra que me percegue essa tal de saudade!!
quem que inventou hein?
.


(muito lindo teu blog, ^^ )

Postar um comentário